Moção de Apoio

 Nós geógrafxs, da Associação de Geógrafos Brasileiros seção Rio de Janeiro (AGB-RJ), viemos a público declarar nosso apoio ao movimento de denúncia que se iniciou no dia 9 de maio de 2016 e foi realizado pelas alunas e ex alunas do Instituto de Geociências, da Universidade Federal Fluminense (UFF). Através da #MeuGeógrafoSecreto, foram denunciadas no facebook e nos murais do Instituto de Geociências, condutas misóginas que, há anos, têm sido tratadas com aparente normalidade por parte do corpo docente. Na

ocasião, de forma organizada e articulada, diversas alunas relataram situações pelas quais passaram em suas relações com professores e colegas de curso. Pela grande adesão e pelo apoio recebido a cada nova postagem, entende-se que tais situações ocorrem com certa frequência, há anos, e são diluídas numa aparente normalidade, naturalizando hierarquias e violências silenciosas.


 Sabe-se que esta não é uma peculiaridade somente de um instituto, ou de uma instituição. Tais condutas, infelizmente, são recorrentes em uma sociedade que se pretende modificar. Isto posto, é importante não silenciar este movimento, e sim, com seriedade, compreender os relatos das alunas como apelos para a necessidade de desinvisibilizar as estruturas de uma

sociedade desigual que se manifestam através de condutas naturalizadas em nosso cotidiano. Para serem dilapidadas, tais estruturas e condutas precisam ser, antes, (re)conhecidas.

 

A AGB-Rio entende que, instituições públicas de ensino têm certos compromissos para com a sociedade, e que um dos principais é rever, constantemente, os conhecimentos e as condutas que são geradas, a partir de fatos tais quais os relatados neste caso e, assim, orientá-los para a sociedade que se deseja construir. Se há o intuito de formar profissionais que atuem

em prol da construção de uma sociedade com menos desigualdades e opressões, é fundamental que as manifestações daquelas e daqueles que chamam atenção para problemas dentro das instituições sejam amplamente debatidos, e não silenciados.


Rio de Janeiro 16 de maio de 2016.

Coletivo de Diretoria, biênio 2014-2016

Associação dos Geógrafos Brasileiros

Seção Local Rio de Janeiro

E-mail: agb.riodejaneiro@gmail.com


Resumo de todas as atividades realizadas no ano de 2015

É com grande satisfação que a diretoria da Associação de Geógrafos Brasileiros – Seção Rio de Janeiro completa mais uma jornada apresentando um resumo de todas as atividades realizadas no ano de 2015.

AGB nas Universidades 
UERJ, 1/9/2015 – Calourada – Mesa: Pré- Fala Professor - Espaço, Escola e política: para onde vai o ensino de geografia? Atividade preparatória para o Fala-Professor, realizado em Catalão em outubro, com o objetivo fomentar a discussão em torno do tema do encontro, tão caro para nós geógrafos-professores, por questionar a finalidade do ensino de geografia e a existência de disciplina geografia, tendo em vista as conjunturas da discussão sobre a base nacional comum curricular.

Crise econômica, políticas públicas e luta de classes: Qual o papel da mulher na atualidade? 
A mulher exerce um papel fundamental em nossa sociedade, ocupa grandes cargos como a presidência da republica, mas mesmo assim vive uma luta frequente contra a opressão de gênero. Por isso a necessidade da discussão e comparação em torno da função que as mulheres operárias desempenham no Brasil e na Rússia.

UERJ, 18/9/2015 – Mesa: Corporações, extrativismo e direitos humanos - os casos do Brasil e Equador (AGB, MAB e Asduerj). 
As corporações globais como é o caso da Texaco que extrai petróleo ao mais baixo custo possível e criminosamente despreza os direitos humanos e a natureza, além da crescente dependência do Brasil da exportação de produtos minerais e agropecuários e como isto impacta populações camponesas, indígenas e quilombolas nortearam a discussão dessa mesa.

UERJ, 29/9/2015 – Semana de geografia – Mesa: A cidade no contexto dos mega eventos e remoções. A Cidade do Rio de Janeiro vive a realidade das remoções e desapropriações de comunidades para dar lugar à especulação imobiliária, uma historia outrora conhecida pela população carioca, mas que vem se exacerbando com os mega eventos.

UFRJ, 10/11/2015 – Debate: A Base Nacional Comum Curricular e o futuro da geografia (AGB-Rio e AGB-Niterói). 
Na reta final para o término da elaboração do projeto da Base Nacional Comum Curricular, projeto que irá interferir diretamente no conteúdo ministrado em sala de aula e que ataca a autonomia do professor, colocamos em discução o futuro da geografia na educação brasileira.

Grupos de Trabalhos 
GT Agrária

Em 2015, o Grupo de Trabalho de Assuntos Agrários (GT Agrária-ABG’s Rio e Niterói) aprofundou sua atuação junto aos agricultores e o MAB (Movimento do Atingidos por Barragens) na resistência contra a construção da Barragem do Guapiaçu, em Cachoeiras de Macacu, tida com obra prioritária pelo governo estadual por conta da “crise hídrica”. Participamos de manifestações, audiências públicas e trabalhos de campo além de esforços junto a outras entidades para construção de proposta de alternativas à construção da barragem a ser encaminhada ao governo estadual. Além dessa, que foi nossa principal luta, estivemos representando a AGB em eventos tais como a Caravana Agroecológica pelo estado do Rio, a Feira Estadual da Reforma Agrária e enviamos representante para Caravana do Rio Doce, marcada para 18 de dezembro, em Belo Horizonte, para denunciar o impacto da lama da Samarco sobre o campesinato mineiro.

GT cidade urbano 
A seção local, na tentativa de estimular atividades voltadas para a discussão da questão urbana e da cidade, buscou se articular e apoiar atividades desenvolvidas no comitê popular da copa e das olimpíadas do Rio de Janeiro. A presença nesse espaço foi especialmente importante para a composição de uma mesa da semana de geografia – A cidade no contexto dos mega eventos e remoções – organizada pela agb rio. A local ainda tentou apoiar e divulgar propostas, como os dossiês organizados pelo comitê.

GT Educação & Ensino
A seção local, na tentativa de estimular atividades voltadas para a discussão da questão da educação no Rio de Janeiro e no Brasil, debruçou-se sobre a Base Nacional Comum Curricular articulando debates como as mesas na UERJ e UFRJ, além de participar dos debates durante o encontro Fala Professor que teve como mote um duplo questionamento na forma de provação. “De um lado, se questiona a finalidade, ou sentido, do Ensino de Geografia no atual contexto, carregado de desafios e limites para prática docente, nos mais variados âmbitos. De outro, se coloca em xeque, intencionalmente de forma alarmista, a própria existência da disciplina geográfica na educação básica, tendo em vista os impactos das políticas educacionais sobre as Ciências Humanas e o Currículo do Ensino Médio”.

Participação em RGC
Com a regularidade de realização ocorrendo a cada três meses, a RGC (Reunião de gestão coletiva), reflete a busca pela forma horizontal que a instituição tenta gerir suas demandas e atividades. A local Rio de Janeiro se fez presente oficialmente, enviando delegados, em três RGC:

121ª RGC que foi realizada nos dias 06, 07 e 08 de março de 2015, na cidade de Niterói-RJ.

122ª RGC que foi realizada nos dias 05, 06 e 07 de Junho de 2015, na cidade de Catalão-GO

123a RGC realizada entre os dias 04 e 07 de setembro, em São Luís - MA


 

Caros professores de geografia do Município  do Rio de Janeiro.

Estamos acompanhando a consulta pública sobre a proposta da Base Nacional Curricular Comum desde junho deste ano.
A AGB RIO via GT Educação e Ensino vem participando do debate  e realizamos alguns encontros para refletir sobre a proposta apresentada.
Acreditamos que qualquer tipo de proposta deve ter a participação ampla e democrática sobre o tema, e que o prazo estipulado pela comissão organizadora da Base até agora apresentado ainda é insuficiente para termos essa participação garantida. 
Deixaremos disponíveis alguns textos  para que os professores reflitam sobre o que está sendo proposto e para entender melhor este momento de consulta pública.
 
atenciosamente
 
GT Educação & Ensino Rio de Janeiro.
 
agb bncc roberto (1).pdf (177,4 kB)
DOCUMENTO ANPED ABDC.pdf (596675)
Provocação GT sobre BNCC (1).pdf (485057)

 

Artigos

Atingidos do Rio de Janeiro acolhem encontro internacional

20/09/2016 11:28
Atingidos do Rio de Janeiro acolhem encontro internacional Publicado em qui, 15/09/2016 -...

Notas para discutir a versão preliminar da Base Nacional Comum Curricular

01/02/2016 19:41
Notas para discutir a versão preliminar da Base Nacional Comum Curricular  Ana Angelita da...

BNCC, GEOGRAFIA E DOCENTES DE GEOGRAFIA

01/02/2016 19:21
BNCC, GEOGRAFIA E DOCENTES DE GEOGRAFIA1  Roberto Marques2...

BNCC, GEOGRAFIA E DOCENTES DE GEOGRAFIA1

01/02/2016 19:17

Os primórdios da AGB Carioca - Orlando Valverde - Terra Livre 10 - Geografia, Espaço e Memória

16/12/2015 22:52
Os primórdios da AGB Carioca* - Orlando Valverde    (*) Texto Apresentado no 4o...
1 | 2 | 3 | 4 >>

Notícias

RELATO DA DIRETORIA.

20/03/2013 18:02
    No dia 15 de dezembro de 2012 foi realizada uma assembleia eleitoral, com vistas a...

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA - MESTRADO - UERJ

30/10/2010 01:02
Curso de Mestrado em Geografia O Programa de Pós-Graduação em Geografia oferece 35 vagas no...

Campanha Nacional pelo Limite de Propriedade da Terra

21/08/2010 19:33
Criada em 2000 pelo Fórum Nacional pela Reforma Agrária e Justiça no Campo (FNRA), a Campanha pelo...
1 | 2 | 3 >>

Eventos

VIII Encontro Estadual de Professores de Geografia do Rio de Janeiro

17/07/2013 10:58
VIII Encontro Estadual de Professores de Geografia do Rio de Janeiro 10/07/2013 12:01 VIII Encontro Estadual de Professores de Geografia do Rio de Janeiro Ser Professora/ Professor de Geografia no País da Copa: Grandes Obras, Grandes Eventos... e a Educação Pública?    ...