VIII Encontro Estadual de Professores de Geografia do Rio de Janeiro

17/07/2013 10:58

VIII Encontro Estadual de Professores de Geografia do Rio de Janeiro

10/07/2013 12:01

VIII Encontro Estadual de Professores de Geografia do Rio de Janeiro
Ser Professora/ Professor de Geografia no País da Copa: Grandes Obras, Grandes Eventos... e a Educação Pública?

        O Encontro Estadual de Professores de Geografia do Rio de Janeiro (EEPG) é um evento promovido a cada dois anos pelas AGBs Rio de Janeiro e Niterói desde 1999.


        Em 1999 o I EEPG foi realizado em Nova Friburgo, com a presença de aproximadamente 300 pessoas, entre professores da educação básica, estudantes de graduação e pós-graduação e professores universitários de Geografia. Desde então foi realizado em Volta Redonda (2001), São Gonçalo (2003), Campos dos Goytacazes (2005), Rio de Janeiro (2007), Duque de Caxias (2009) e Cabo Frio (2011), sempre com ampla participação da comunidade geográfica fluminense.

        O EEPG tem desde seus primórdios sido um espaço privilegiado para que os professores troquem experiências acerca de suas práticas pedagógicas, assim como, um espaço de formação política e de exercício da reflexão crítica sobre a ciência geográfica.

        Isto pode ser observado pelas temáticas dos sucessivos Encontros que buscaram sempre o diálogo entre os desafios políticos da conjuntura educacional e os desafios cotidianos da prática dos professores. I EEPG “As Reformas Educacionais e o Ensino de Geografia”; II EEPG “O Pensar e o Fazer do Professor de Geografia: Experiências e Desafios”; III EEPG “O Papel do Professor de Geografia na Transformação da Sociedade”; IV EEPG “A Prática do Professor entre a Velha e a Nova Escola”; V EEPG “Conjuntura Nacional, Políticas Educacionais e Ensino de Geografia”; VI EEPG “Políticas e Praticas para (Re)Pensar o papel da Geografia na Escola” e VII EEPG “Políticas Educacionais e a Pratica Docente no Ensino de Geografia”.

       Também tem sido um espaço permanente de experimentação de novas formas de diálogo e trocas entre os professores e demais integrantes da comunidade geográfica. Assim, nos EEPGs foram pioneiramente desenvolvidos espaços que vieram a se desenvolver posteriormente em encontros nacionais da AGB, como os Espaços de Diálogo e os Relatos de Experiência.

        O VIII EEPG pretende dar continuidade a esta trajetória e para isso escolhemos o tema “Ser Professora/Professor de Geografia no País da Copa: Grandes Obras, Grandes Eventos... e a Educação Pública?”. O encontro será realizado nos dias 11,12 e 13 de Outubro de 2013, em Angra dos Reis/RJ.
O tema nos inspira ao mesmo tempo a questionar a realidade brasileira como um todo, marcada hoje pela aposta em megaeventos e empreendimentos como condutores de uma nova onda modernizadora de caráter fortemente excludente, mas também a olhar para os profundos desafios colocados hoje para a educação pública e o ensino de Geografia em particular, num contexto de profundas transformações nos processos de avaliação, nos currículos, nas formas de controle sobre o trabalho dos professores.
        Para dar conta destes desafios, estamos propondo estruturar o VIII EEPG em cinco turnos/atividades, a saber:

1 – Mesa de Abertura;

2 – Relatos de Experiências;

3 – Grupos de Trabalho

4 – Oficinas;

5 – Plenária.

       A Mesa de Abertura, que terá o mesmo título do evento, terá como objetivo apresentar aos participantes uma leitura provocativa acerca do atual modelo de desenvolvimento em curso no Brasil que tem como um de seus pilares a realização de grandes eventos e empreendimentos, com profundos impactos sobre as realidades agrária, urbana e ambiental do país, mas também, apresentar um panorama crítico das políticas educacionais em curso e dos desafios de ser professora(o) no contexto atual.

         Os Relatos de Experiências pretendem ser um momento de diálogo dos professores acerca de suas práticas cotidianas. Para isso, apontamos 10 eixos que envolvem diferentes desafios enfrentados pelos professores em seu dia a dia e para cada um indicamos um “Provocador”, professora(o) com experiência concreta no enfrentamento da problemática em questão, que a partir das experiências apresentadas terá a tarefa de estimular o debate entre os presentes.

       Abaixo a lista de Relatos de Experiência:
. Linguagens, mídias e novas tecnologias;
. Regulação do trabalho docente pelos materiais didáticos;
. Escola como espaço de conflito;
. Educação Inclusiva;
. EJA;
. Geografia e relações étnico-raciais: 10 anos da lei 10.639;
. Fechar escola é crime;
. Educação Popular;
. As comunidades tradicionais na educação básica e
. Avaliação: Quanto valem o professor e o aluno?

        Os Grupos de Trabalho são um momento em que os GTs atualmente existentes nas AGBs Rio e Niterói apresentam os debates que vêm realizando e chamam a comunidade geográfica a debater essas problemáticas. Atualmente as AGBs Rio e Niterói têm em funcionamento os GTs de Agrária, Educação, Urbana e Meio Ambiente. Em alguns casos há apenas um GT englobando associados e associadas das duas Seções Locais, em outros há um GT em funcionamento no Rio e outro em Niterói.

        As Oficinas são espaços onde professores, individualmente ou em grupo, oferecem aos participantes do Encontro sua experiência no tratamento, desenvolvimento de práticas pedagógicas, como forma de estimular o debate acerca de um determinado assunto.

         Finalmente, a Plenária é o espaço onde todos os participantes do Encontro se encontram para debater e avaliar o próprio Encontro e pensar desdobramentos do mesmo, seja para a sua prática cotidiana, seja para atuação da AGB.

         O VIII EEPG será realizado pela primeira vez no Litoral Sul do estado do Rio de Janeiro, tendo como sede Angra dos Reis, município onde, desde os anos 1980, importantes reflexões críticas sobre a educação e o ensino de Geografia, em particular, têm tido espaço. Esperamos que esta tradição crítica de reflexão presente entre o professorado de Angra e que também é marca do EEPG, se somem na construção do VIII Encontro Estadual de Professores de Geografia do Rio de Janeiro.


Atenciosamente,

Associação dos Geógrafos Brasileiros – Seções Locais Rio de Janeiro e Niterói/RJ.